A Geração de Tráfego no Topo do Funil de Marketing

O treinamento para empreendedores digitais que recomendamos é este. Inicie seu negócio 100% online, do zero, sendo iniciante, sem investimento. Mais de 100 mil alunos! Acesse o menu Treinamento ou clique aqui.

Tempo de leitura: 7 minutos

Neste artigo, entenda como a geração de tráfego se encaixa dentro da superestrutura do processo de marketing.

Há poucos anos, os primeiros empreendedores digitais compartilhavam a ideia equivocada de que tráfego era a coisa mais importante em um negócio digital.

Achava-se que, quanto mais visitas, mais resultados. A geração de visitas é essencial ao negócio digital, mas a construção de uma audiência cativa é mais importante ainda. É crucial capturar e reter os visitantes!

A geração de tráfego, junto com a conversão e a venda, constitui o primeiro pilar do Marketing Digital

lista que construímos e o relacionamento que mantemos com ela constituem o patrimônio mais importante do empreendedor digital. É através do relacionamento que obtemos uma audiência. Essa etapa, contudo, ocorre posteriormente à geração de visitas.

A GERAÇÃO DE TRÁFEGO É A BOCA DO FUNIL DE MARKETING

O tráfego é sim um dos pilares do Marketing Digital. sem tráfego não há lista, nem negócio. Contudo, ele é apenas a primeira parte de um processo maior denominado Funil de Marketing.

Funil de Marketing é o modelo gráfico e estrutural que melhor representa o processo do Marketing Digital em sua plenitude. Ele se divide em três grandes partes: 1. O Topo do Funil (tráfego), 2. O Meio do Funil (leads e relacionamento), 3. O Fundo do Funil (vendas).

etapas funil internet marketing

Ele é largo em cima e estreito embaixo, porque a quantidade de pessoas que adentram o processo, trazidas pela geração de tráfego, é bem maior do que as que permanecem nas fases posteriores.

topo-funil-pequeno1) Topo do Funil – Geração de Tráfego. O termo Inbound Marketing,  e sua tradução livre “Marketing de Atração”, não ganhou força entre os empreendedores digitais brasileiros.

O Inbound Marketing, contudo, é exatamente o conjunto de técnicas e ferramentas de geração de tráfego desenvolvidas pelos empreendedores. Veja que técnicas e ferramentas são essas nos parágrafos abaixo.

meio-funil-pequeno

2) Meio do Funil – Geração de leads e relacionamento. Cuida da captura dos dados dos visitantes (geralmente apenas o email) trazidos pela geração de tráfego, visando contatos posteriores e fidelização através do relacionamento.

As páginas de captura, os calls-to-action, a construção da Lista, a nutrição de leads por Email Marketing e o autorresponder são itens desse segmento do funil.

3) Fundo do Funil – Vendas. Cuida da ação de vender propriamente dita. As duas peças mais importantes do fundo do Funil de Marketing são a Carta de Vendas e o Lançamento.

FIQUEMOS NO TOPO DO FUNIL POR ENQUANTO

O Topo do Funil de Marketing gera o tráfego sem estar preocupado, nesse primeiro momento, em vender alguma coisa. Pelo contrário, as ações que executamos no Topo do Funil de Marketing visam “doar” alguma coisa (principalmente conteúdo) às pessoas para que elas nos encontrem, gostem de nosso trabalho, confiem em nós e deixem seu email (1ª conversão).

topo-funil-detalhes

As principais atividades que desenvolvemos no Topo do Funil englobam a criação, a otimização e a promoção de conteúdo original e interessante para atrair visitas para nosso site e nosso blog. Isso no caso de tráfego gratuito.

Quando se trata de tráfego pago (tráfego patrocinado, links patrocinados), essas ações são principalmente a criação de anúncios no Google Ads, Facebook Ads,  Youtube Ads e em outras plataformas de anúncio.

Para dominarmos o Topo do Funil, devemos aprender Inbound Marketing (Marketing de Atração) e seus desdobramentos, que não são muitos (tráfego orgânico, links patrocinados, SEO, criação de blogs, redes sociais, video marketing e Marketing de Conteúdo).

topo funil internet marketing

MARKETING DE ATRAÇÃO

ima magneto inbound Marketing

A Internet modificou radicalmente a maneira como as pessoas conhecem e compram produtos e serviços.

Há poucos anos atrás, existiam somente técnicas de marketing onde as pessoas eram interrompidas e bombardeadas por propagandas na TV e no rádio, por telemarketing, por anúncios impressos e por outros métodos tradicionais de Marketing.

Hoje os consumidores ditam as regras do processo de compra por meio de seu comportamento na grande rede. São os internautas que compram e não as empresas que vendem.

A empresa não vai atrás do comprador, elas precisam se mostrar (como em uma vitrine) para que seja encontrada.

INBOUND MARKETING X OUTBOUND MARKETING

martelo-vermelho-red-hammer

Nas últimas décadas, os profissionais de marketing vêm utilizando técnicas de Outbound Marketing, o Marketing de Interrupção, assim chamado porque interrompe as atividades e as ocupações do dia-a-dia das pessoas.

Tais técnicas são representadas pelas propagandas na TV e no rádio, pelas chamadas frias ao telefone, pelo telemarketing, pelas feiras de negócios, pelas malas diretas, pelos emails em massa, pelos anúncios impressos e por qualquer outros meios de divulgação que interrompem o sossego das pessoas, já que a mensagem de marketing é empurrada ou martelada em suas cabeças.

SER BLOQUEADO: A INEFICÁCIA DO OUTBOUND MARKETING

O Outbound Marketing vem se mostrando cada vez mais ineficaz e ineficiente por dois motivos:

1) as pessoas se tornaram especialistas em bloquearem as mensagens de marketing baseado em interrupção. Elas mudam de canal, assistem TV por demanda, utilizam identificadores de chamada, configuram filtros de spam, amassam os panfletos sem ler, etc.

2) a Internet oferece atualmente meios rápidos e fáceis para os consumidores se informarem e comprarem. Em vez do consumidor, por exemplo, sair às ruas para pesquisar e comprar, ele pode fazer isso sentado em sua cadeira em frente ao computador.

lampada verde ecologia maripos inbound marketing atracao

SER ENCONTRADO: O PODER DO INBOUND MARKETING

Atualmente os consumidores, cada vez mais, iniciam seu processo de compra na Internet, através de sites de busca, das redes sociais e dos blogs.

Para se manterem no mercado, as empresas e os empreendedores precisam utilizar técnicas de Inbound Marketing, o Marketing de Atração (ou ainda, Marketing de Permissão), para “serem encontrados” pelos consumidores que pesquisam por seus produtos, serviços e conteúdos na Web.

A ARTE DE SER ENCONTRADO NA INTERNET

O efeito que desejamos ao aplicar os princípios do Inbound Marketing, ou Marketing de Atração, é ser encontrado.

Se isso ocorrer de maneira otimizada, no tráfego orgânico, isto é, de maneira a atrair público gratuito e qualificado e em grandes quantidades, significa que estamos realizando um bom trabalho 1) na otimização de nosso blog (SEO) para os mecanismos de busca; 2) na geração de inbound links, tráfego e contatos, advindos das redes sociais;  3) e na criação de conteúdo único e interessante para nosso público (o próprio conteúdo do blog, vídeos, apresentações, reports e ebooks, etc).

inbound marketing arte ser encontrado

Similarmente, estaremos fazendo um bom trabalho de geração de tráfego pago, se os gastos com os anúncios comprados para esse fim estiverem abaixo dos ganhos obtidos promovendo seu produto ou serviço a esse público. Em outras palavras, estaremos tendo lucro (ROI positivo).

EM QUE PÉ ANDA O INBOUND MARKETING

A primeira vez que li sobre Inbound Marketing foi através do blog da Hubspot. Não é comum ouvir ou ler o termo nos trabalhos dos empreendedores digitais na Internet brasileira. Empresas de marketing falam mais do assunto.

O Marketing Digital vem englobando as ações do Inbound sem distinguir nomenclaturas. Mas isso não é relevante. O importante é aplicar as técnicas de atração.

Brian Halligan, co-fundador da Hubspot e co-autor do livro que deu origem ao Inbound Marketing discursou na Inbound Marketing Summit, onde afirmou a superveniência do Inbound Marketing 2.0, que extrapola o topo do funil e concentra-se nas partes baixas do processo (conversão e vendas).

Não se preocupe tanto com o uso do termo. O que importa é atrair o máximo de visitantes, com o mínimo de dinheiro e o mínimo de tempo. Faça Marketing Digital!

Até a próxima!


4 Comentários

  1. Como criar seu negócio online do zero mesmo se você for um iniciante
  2. Como criar seu negócio online do zero mesmo se você for um iniciante

  3. Valter, muito bom esse Artigo sobre a Geração de Trafego e Funil.
    Essa estratégia vai ajudar muita gente, principalmente Eu.
    Obrigado mesmo.
    Abraços

    Responder
  4. Como criar seu negócio online do zero mesmo se você for um iniciante

  5. Olá, Eilane. Acesse a página de mentores do blog e pesquise a tabela por “loja”, “tráfego”, “audiéncia, “commerce” e correlatos. Os irmãos Tiago Tessmann e Ramon Tessmann também são muito bons nessa área. Sua questão tem muito a ver com Google Adwords.

    Responder

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.