Métricas do Blog e da Página de Captura

Tempo de leitura: 8 minutos

Como você descobre se seu trabalho de marketing está valendo à pena? Pela análise das métricas.

E se você perceber que está desperdiçando esforço em tarefas que não estão gerando resultados? Você toma uma decisão: abandona as práticas inúteis e reforça as que estão funcionando realmente.

“Fazer vista grossa” não é opção aceitável, pois você estaria condenando seu blog ao fracasso.

MÉTRICAS LEVAM A DECISÕES

A razão para se conhecer métricas é exercer controle sobre seus esforços no marketing.

A ação obrigatória que você deve ter após uma análise de métricas é tomar uma decisão. Se você não decide, baseando-se em métricas, então nem precisa colhê-las. Tal desleixo vai deixá-lo tateando no escuro.

MEÇA, ANALISE, DECIDA

Portanto, colha as métricas, analise-as e tome decisões. Você deve despender tempo realizando o que é necessário, mas deve também despender tempo mensurando o que vem fazendo.

Este capítulo foi baseado no ebook An Introduction to Inbound Marketing Analytics da Hubspot.

O QUE VOCÊ DEVE MEDIR?

Tudo o que puder, mas sem bitolar. Métricas não é o pão-nosso-de-cada-dia. Você deve conhecê-las, porém, para restaurar as coisas, quando elas saem do rumo.

Se existem ferramentas para realizar tais medições, muitas delas grátis, por que não aprender a utilizar essas ferramentas? O Google Analytics é a primeira delas que você deve conhecer e dominar. 

 Você deve mensurar:

  • as atividades que realiza no Topo do Funil de Marketing, tais quais SEO, métricas do blog e redes sociais
  • as atividades que realiza no Meio do Funil de Marketing, tais quais Email Marketing e páginas de captura.

Neste primeiro artigo sobre métricas, falaremos sobre as métricas do blog e das conversões de leads.

AS MÉTRICAS DO SEU BLOG

Seu blog e suas landing pages são críticos em Marketing Digital.

O blog é o anfitrião que recebe os visitantes e os encaminha às landing pages (páginas de captura). Convém, portanto, que conheçamos primeiramente as métricas do blog e das páginas de captura para que possamos otimizá-las.

VISITANTES ÚNICOS

É o total de visitantes individuais de seu blog durante um período específico de tempo, considerando apenas o indivíduo e não as visitas repetidas que ele realizou.

Situação indesejada: os visitantes únicos não estão crescendo.

NOVOS VISITANTES X VISITANTES DE RETORNO

É a comparação entre a quantidade de visitantes únicos versus a quantidade de visitantes que já acessaram o blog e agora retornam (visitantes de retorno).

Como se calcula: (visitantes de retorno)/(visitantes únicos)

ATRAÇÃO E CRESCIMENTO EM SEU BLOG

Se essa taxa for baixa demais (5%, por exemplo), seu conteúdo não é atraente. Se essa taxa for alta demais (50%, por exemplo), sua audiência não está crescendo o bastante. O ideal é uma taxa de 15%.

FONTES DE TRÁFEGO

É a visualização do tráfego segmentado em fontes:

  1. tráfego de pesquisa (tráfego dos mecanismos de busca),
  2. tráfego de referência (tráfego de links em outros blogs e sites),
  3. tráfego direto (tráfego oriundo de digitação da URL do blog na barra de endereço do navegador, de links em emails, PPS, ebooks, etc).

Essas métricas indicam como estão seus esforços em SEO.

COMO ESTÃO O SEO E AS REDES SOCIAIS?

Um tráfego de pesquisa de 40%~50% indica um bom trabalho em SEO on-page. Um tráfego de referência de 20%~30% indica um bom trabalho de SEO off-page (link building).

No tráfego de referência, observe se você não está negligenciando certas fontes de tráfego, como as redes sociais. Se for o caso, promova mais conteúdo nesses canais e aumente seu alcance dentro das redes para atingir mais pessoas.

URLS DE REFERÊNCIA

É a lista de URLs que compõem o tráfego de referência ou inbound links.

A quantidade e qualidade desses links influenciam diretamente seu posicionamento nos resultados das pesquisas dos sites de busca.

SEU CONTEÚDO É RELEVANTE?

O crescimento dessa lista indica que você está criando conteúdo de valor que outros sites e blogs consideram relevantes.

Observe os tipos de blogs e sites que lhe referenciam e para quais categorias de conteúdo eles apontam. Isso lhe dará ideias para criar novos conteúdos geradores de inbound links e ajudar com sua estratégia de SEO.

ARTIGOS E PÁGINAS POPULARES E IMPOPULARES

São os artigos e páginas de seu blog que mais/menos recebem visitas. Essas páginas e artigos informam que tipo de conteúdo seu público acha interessante ou desdenha.

ESCREVA O QUE SUA AUDIÊNCIA ESTÁ BUSCANDO

Identifique tendências em artigos que são mais populares e perceba padrões. Títulos com números costumam gerar mais visitas. Talvez artigos sobre certos tópicos sejam mais bem aceitos do que outros. Liste todas essas tendências para incorporá-las em publicações futuras.

COLOQUE CAPTURAS AQUI…

Páginas populares são os pontos ideias para você inserir um campo onde o visitante pode assinar o blog. São também lugares perfeitos para calls-to-action ou mesmo formulários de captura para serem preenchidos em troca de download grátis de algum brinde.

PÁGINAS DE DESTINO

São também chamadas de landing pages no Google Analytics, o que pode causar alguma confusão com o termo sinônimo utilizado no Meio do Funil de Marketing; lá significa página de captura, cá significa página de aterragem.

CUIDE DAS PORTAS DE ENTRADA DO BLOG

As páginas de destino são as páginas e artigos por onde os visitantes entram em seu blog, daí o sentido “páginas de aterragem” ou “páginas de aterrissagem” atribuído a elas.

As páginas de destino, assim como as páginas populares, são locais onde você deve posicionar calls-to-action que irão otimizar a geração de leads.

OTIMIZE AS PORTAS E MULTIPLIQUE-AS

Outra decisão importante a tomar é descobrir as páginas de destino que trazem poucos visitantes a partir dos mecanismos de busca e otimizá-las para converterem melhor.

Páginas de destino são portas para seu blog, por isso quanto mais conteúdo você escreve, mais portas de entrada você cria para antigos e novos visitantes. Não se detenha em gerar conteúdo, um artigo por dia é um mínimo referencial.

TAXAS DE CONVERSÃO DAS PÁGINAS DE CAPTURA

São as porcentagens de visitantes do blog que tomam uma determinada ação desejada, tal qual comprar um produto ou preencher um formulário. Monitorar essas taxas possibilita descobrir quão bem o tráfego está sendo convertido em algo rentável ou valoroso para o blogueiro.

Você pode mensurar vários tipos diferentes de taxas de conversão:

  • Taxa de Conversão de Visitantes em Leads.
  • Taxa de Conversão de Leads em Clientes.
  • Taxa de Conversão de Visitantes em Clientes.

Se seu tráfego estiver crescendo, mas suas conversões não, alguma coisa está errada. Otimize seu blog para converter melhor.

DESEMPENHO DOS CALLS-TO-ACTION

Cada artigo de seu blog, bem como sua sidebar, deveria incluir um call-to-action que encaminhe o leitor a uma página de captura. 

É isso o que gera leads. Um blog deve ter vários calls-to-action, várias páginas de captura e vários brindes a oferecer. Alguns funcionam melhores do que outros. 

Descubra quais calls-to-actions são melhores do que outros na conversão de visitantes em leads e utilize-os com mais freqüência.

TAXA DE REJEIÇÃO

É a porcentagem de novos visitantes que abandonam o blog de imediato depois que chegam, sem qualquer outra interação. Saem por onde entraram e não vêem nada mais. Quicam fora!

A TAXA DE REJEIÇÃO É UMA, MAS EXPRESSA MUITA COISA

Taxas de rejeição muito altas significam que seu conteúdo é inútil ou de baixa qualidade à vista dos leitores. Isso pode ser resultado de inbound links de fontes desconexas e irrelevantes ou pode ser conseqüência de páginas de capturas não-otimizadas.

Se o layout de seu blog for confuso, seu conteúdo for pobre ou os calls-to-action não forem claros, a taxa de rejeição eleva-se também.

Se a taxa de rejeição se mantém alta e estável com o passar do tempo, é hora de você rever todos esses pontos e otimizar todo o seu blog.

CONCLUSÃO

As métricas do blog dizem a você se o blog está crescendo, se o conteúdo é atraente e relevante ou se é ruim e inútil, se o SEO está suficiente, o que sua audiência espera, por onde ela entra no blog, se ela se engaja ou gasta com seu blog e outras inferências.

É importante conhece as métricas do blog para saber se é hora ou não de tomar decisões de mudança.

E QUANTO A VOCÊ?

Você já abriu sua conta no Google Analytics? Vem observando as métricas do blog? Acha chato? Fale pra gente. Conte sua experiência e deixe sua opinião e dúvidas nos comentários abaixo.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.